Se encerra o período de inscrições para projetos do edital 001/2018 do Fundo de Apoio a Pequenos Projetos

O Programa Polos de Cidadania – Dom Joaquim encerra com satisfação o período de inscrição dos projetos inscritos no edital 001/2018 do Fundo de Apoio a Pequenos Projetos, do Programa de Apoio a Projetos da Região Central, criado pelo Ministério Público de Minas Gerais, pela Cáritas Regional de Minas Gerais e pelo Programa Polos de Cidadania da UFMG.

Projeto de grafite contribui para o fortalecimento do protagonismo juvenil

O projeto Intervenção Artístico-Social, apoiado no Edital PROAP 01/2017 e que acontece desde o mês de janeiro de 2018 na Escola Municipal José Aniceto, em Conceição do Mato Dentro; tem possibilitado aos adolescentes e jovens do município uma forma de engajamento social por meio da arte.

A proposta consiste em uma oficina de grafite, na qual os adolescentes têm aprendido diferentes técnicas e podido exercitar nos espaços da Escola suas mensagens, traduzidas por meio de personagens e textos.

Projeto em Costa Sena inaugura Clube de Leitura

Com o propósito de incentivar o hábito da leitura junto aos estudantes do distrito de Costa Sena; foi inaugurado no último dia 07 de março o Clube de Leitura na Escola Estadual Leandro Pereira Malaquias.

Com a presença de quase 90 pessoas, dentre alunos, pais e professores, os alunos declamaram poemas, fizeram encenações teatrais e sensibilizaram os presentes sobre a importância da leitura para a formação plena do cidadão.

Álbum do projeto Unidos Somos Mais

O projeto em questão tem como proposta capacitar cerca de 60 pessoas, dentre adolescentes, mulheres desempregadas, ex-presidiários e demais interessados em técnicas de artesanato como crochê, patch aplique e bordado. As atividades ocorrerão no CEFORM e na Pastoral da Criança. O curso do CEFORM iniciou em janeiro e, na Pastoral da Criança, começará em fevereiro.

Última visita: 24/02/2018

  • Conheça mais sobre o projeto Unidos Somos Mais
  • Álbum do projeto Mulheres artesãs de Ouro Fino

    O projeto em questão consiste na realização de cursos de artesanato para cerca de 30 mulheres e adolescentes do distrito de Ouro Fino, abrangendo diferentes técnicas (bordado, crochê, artesanato em chinelo, caixas, saboneteiras e outras peças).

    Última visita: 18/02/2018

  • Conheça mais sobre o projeto Mulheres artesãs de Ouro Fino
  • Álbum do projeto Intervenção Artística e Social

    O projeto em questão consiste em realizar uma intervenção artística e social por meio de oficinas de grafite com 24 crianças e adolescentes e seus familiares para participarem do grupo reflexivo de familiares. A oficina começou no mês de janeiro, com adesões de alunos moradores dos bairros Córrego Pereira, Barro Vermelho, Bandeirinha.

    Última visita: 02/02/2018

  • Conheça mais sobre o projeto Intervenção Artística e Social
  • Álbum do projeto Futebol Social

    Ampliar o atendimento à demanda de crianças e adolescentes, de ambos os sexos, na prática esportiva do futebol.

    Última visita: 18/02/2018

  • Conheça mais sobre o projeto Futebol Social
  • Grêmio da Escola Estadual São Joaquim planeja as atividades culturais do semestre

    No dia 1º de março, a equipe do Programa Polos de Cidadania esteve junto com os membros do OFUNE- Grêmio Estudantil da Escola Estadual São Joaquim, a fim de colaborar no planejamento das atividades que serão realizadas com o apoio do PROAP. O projeto Formação Política e Juvenil, aprovado no Edital 01/2017, tem como proposta potencializar a formação política dos jovens, por meio de atividades culturais.

    Projeto Unidos Somos Mais estende suas ações para o bairro Bandeirinha

    O Projeto Unidos Somos Mais, que funciona há mais de um ano no CEFORM com aulas de artesanato, agora estendeu a atividade também para o Bairro Bandeirinha.

    Equipe do Projeto Saberes e Fazeres realiza nova exibição do curta “Quilombos”

    A equipe do Projeto Saberes e Fazeres das Mulheres Quilombolas, aprovado no Edital 01/2016 do PROAP, realizou nova exibição do curta “Quilombos - Cultura e Resistência”.

    Resultado de uma intensa atividade de formação audiovisual e registro das comunidades quilombolas de Três Barras e Ascaxar com jovens de Conceição do Mato Dentro e Dom Joaquim; o curta foi exibido no dia 26 de fevereiro, 2ª feira, na Escola Estadual Aracy Pedrelina de Lima Oliveira, no horário noturno.

    Edital PROAP 01/2018 - Dom Joaquim

    O Fundo de Apoio a Pequenos Projetos, criado pelas instituições Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais e o Programa Polos de Cidadania da Universidade Federal de Minas Gerais, em parceria com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Comarca de Conceição do Mato Dentro e Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais (CIMOS), por meio dos recursos do acordo judicial no 0175.09.013968-4, financiará projetos na modalidade urbana em Dom Joaquim de acordo com o edital 01/2018.

    Projeto Mulheres Artesãs de Ouro Fino inicia suas atividades de artesanato

    No dia 18 de fevereiro, a equipe do Programa Polos de Cidadania esteve no distrito de Ouro Fino a fim de acompanhar o início das atividades do projeto de artesanato na comunidade. Na oportunidade, a equipe também conversou com as responsáveis pelo projeto, tendo como propósito colaborar na condução das ações, que ocorrerão durante todo o 1º semestre de 2018.

    Projeto Futebol Social realiza campeonato intermunicipal na sede

    O Projeto Futebol Social, apoiado por meio do Edital PROAP 2016, finalizou suas ações no último dia 18/02, domingo, no campo de futebol do bairro Bandeirinha.

    Na oportunidade, os times infantil, juvenil e feminino da AREUB- Associação do bairro Bandeirinha; competiram com os times do Cruzeiro do município de Sabinópolis.

    Além dos jogadores, a comunidade do entorno também acompanhou os jogos.

    Álbum do projeto Unidas Venceremos

    O projeto consiste na solicitação de materiais de construção e de serviços para construção de uma estrutura física de armazenamento e produção das quitandas do grupo Sabores de Córregos em terreno doado pela associação comunitária. O grupo já produz e comercializa quitandas há 3 anos e meio e atualmente utiliza a estrutura da casa do festeiro de Córregos para a produção, mas não possuem autonomia sobre o lugar. O grupo pretende aumentar da renda das integrantes e admitir novas mulheres no grupo com o aumento da demanda de trabalho.

    Páginas

    Subscrever Controle Transparente RSS